quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Bom Ano Novo!


Não era bem assim que eu tinha imaginado este Natal/final de ano... mas algum ser cósmico trocou-me as voltas.
Por estes dias tem sido tosse, febre, expectoração e respectivos vómitos, choro, irritabilidade, ben-ur-ons, antibiótico, ginástica respiratória, aerossóis... enfim, uma data de coisas más. Lá pelo dia de Natal já estava tudo melhorzinho, mas a ginástica respiratória ainda dura.

Por tudo isto, o post com votos de Feliz Natal ficou por escrever. Deixo este, a fazer figas por todo o lado, com votos de que 2009 seja melhor que 2008... isto, claro, contrariando todos os indicadores que dizem que 2009 vai ser para esquecer. Veremos.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Eu e o meu (inexistente) sentido de oportunidade

Hoje tive uma ideia para o trabalho. Tudo bem.
Director aprovou a ideia. Tudo bem.
Mãos à obra. Sendo assim, chego ao pé de uma colega e pergunto: que presente de Natal vais dar à tua avó?

- Já não tenho avós.
(Esta eu tinha a obrigação de me ter lembrado.)

Chego ao pé de outro colega e pergunto: que prenda vais dar à tua namorada?

- Já não tenho namorada.

E um buraquinho para eu me enfiar, alguém arranja?!

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Hoje não estou cá toda

Eu não me considero mariquinhas, nem tão pouco "drama queen", nem nada que se pareça. Mas hoje a ida às vacinas com as minhas gatinhas foi dura.
Para elas foi dolorosa, claro que foi. Uma pica em cada braço é dose... e pelo que a enfermeira me disse a da VASP é bastante má. Como se isto tudo não bastásse, a minha bebé Margarida queimou a mão num aquecedor daqueles a óleo que estava lá, e passo a citar, "provisoriamente".
Na rua, elas já estavam, novamente, de bem com a vida. Não muito sorridentes, mas com as pazes feitas.
Não desvalorizando a dor delas, acho que a minha foi maior. Para mim foram 4 picas, uma mão a quiemada e a possibilidade de vir a ter as minhas bebés com febre e pintinhas vermelhas no corpo. Isto é muito para o meu coração de mãezinha (digo eu, que nunca tive problemas de maior com as minhas crianças).
Resultado: a minha perna já dói.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

O fim de semana que era para ter sido...

... mas não chegou a ser.

Era para ter ido ao cinema, mas não fui.
Era para ter ido ver o espectáculo do Herman José, mas não fui.
Era para ter ido a Londres, mas não fui.

Moral da história: pior do que não ter planos, é tê-los mas não ter oportunidade de executá-los.
O próximo ser melhor, espero.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Ainda não falam mas já nos sabem dar a volta

No outro dia, a minha filha Margarida estava debaixo da mesa da cozinha a brincar com castanhas. E nisto põe uma na boca. Crua e tudo.

Pai: Margarida, dá cá! Dá cá isso!

Ela vai, com a boca cheia, pega num cão de peluche que estava ali ao lado e dá-lhe! Tipo, toma lá e vê se te calas!

Ainda não soprou a vela dos 15 meses e já tem esta lata toda...!

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Música de Natal 2008

Este ano fizemos a coisa bem feita. Deixámos ficar cada macaco no seu galho e pusemos a cantar quem sabe. O resultado é este. E está tão giro...! Está divertido, amalucado e ao mesmo tempo natalício. Para ver e rever sempre que a "neurazinha" aparecer.

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Da Árvore de Natal

É verdade! Já tenho uma lá na sala!!! Com luzinhas a brilhar e tudo!
Fi-la no Domingo e ainda não se despenhou no meio do chão! Boa!!!!! Mas... há que dizê-lo: as bolas já não estão onde eu as coloquei...! Digamos que o 1º andar da minha árvore está "bolas free".
Mas pronto, agora que já fiz algumas compras já vou sentido o cheirinho a Natal... e o facto de ter acabado de ouvir a nossa canção de Natal deste ano também ajuda! ;)

À rapaziada


Hoje disseram-me (só podia ter sido um homem):

- Tás toda pintada!!!

Ora vamos lá esclarecer uns pormenores cruciais:

1º Quem pode estar "toda pintada" é uma parede! E eu não sou parede. Por isso, não posso estar "toda pintada"! Quanto muito estarei "toda maquilhada". A pintura compra-se na Robilac!!! As maquilhagens compram-se em sítios finíssmos, tipo Estée Lauder... ou Lâncome... ou Clinique. Ok?!

2º De facto, a expressão "toda maquilhada" nem sequer se aplica porque só passei o rímel pelas pestanas e com o tapa olheiras à volta dos olhos. Uma maquilhagem que, de resto, nem merece esse nome. Chamemos antes "tapa buracos". Sim porque acordar à 1h da madrugada para entregar uma chupeta à proprietária, voltar a acordar às 2h porque a chupeta fugiu à outra filha, voltar a acordar antes das 4h porque a fome atacou as princesas, fazer biberons, dá-los às meninas e depois convencer duas crianças de 15 meses que às 5h da madrugada não é a melhor hora para fazer uma aula de ginástica e só conseguir pô-las na cama às 6h... tudo isto é coisa para fazer mossa. Por isso "tapa buracos" é a melhor definição.

Estamos entendidos?

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Aqui me confesso

Afinal de contas, e contra as minhas melhores intenções, a árvore de Natal ainda não abancou lá na sala... será que é este fim de semana? Espero que sim. Mas, a bem da verdade, ainda não estou no espírito. O único em que mergulhei é o da constipação. As minhas princesas têm estado constipadas com direito a tudo o que é mau... e claro, com tantos espirros literalmente em cima de mim, o bicho também me infectou.
Só um bocadinho que tenho que ir ali tossir e já volto.

Mas o que é isto???!!!

Ridículo, absurdo, horrível e "totó até à última casa" não é quem inventou, é quem encomenda.

Carta aberta ao Sr. Nuno Markl

Caro, senhor,
antes do que me leva a dirigir-lhe estas parcas palavras, deixe-me dar-lhe os parabéns. Parabéns pelo menino Galvão-Markl que aí vem. Profundos e sincereos parabéns.
Agora vamos à questão de fundo: o Samouco NÃO FICA atrás do sol posto, ok? É já ali, sim?! Basta atravessar a Ponte Vasco da Gama. A 30 ou 40 minutos do centro de Lisboa, não mais que isso.
Mas que mania absurda que esta gente da margem norte tem de que a margem sul fica para lá de longínqua...!
Eu já fiz as contas: da porta da minha casa (e eu não moro no Samouco, é lá perto) ao meu local de trabalho são 38 quilómetros. Nem mais nem menos. E 38 quilómetros é o que se faz muitas vezes, em Lisboa, às voltas só à procura de lugar para estacionar, verdade?
Portanto vamos lá a ter alguma conteção quando nos referimos à margem sul...!

Obrigada.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

À boleia

Ontem, entalada no meio do trânito e debaixo de chuva, um raio de sol brilhou ao meu lado.

Giro...! Ar de nervosinho... gosto.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

So much to say, so little time...

Resumindo: hoje vou entrevistar o Herman José e não sabia. Não é que eu ande badalhoca, mas nos dias em que tenho entrevista, tenho algum cuidado comigo. Lentes de contacto, tapa olheiras, rímel, eyeliner, eventualmente uma sombra, o blush e o gloss, com certeza, perfume, o cabelo com bom ar e botas a condizer. O básico, portanto.

Mas hoje não!!!!!!!!!!!!!!!!!! Não trouxe as lentes, as minhas filhas roubaram-se o blush, vim trabalhar de ténis... enfim, estou um CAOS!!!! Pelo menos pus perfume antes de sair e tenho o gloss na mala. Mas, ainda assim, não cumpro os mínimos olímpicos. Shame on me.

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

É este fim de semana!!!!


O fim de semana está aí... e o número UM dos planos para este fim de semana é fazer a Árvore de Natal. Todos o anos recebo este fim de semana com uma alegria quase infantil. Quase não. É absolutamente infantil mesmo. Acolher a árvore de Natal na sala, com todas as decorações e luzinhas, o presépio, as velas e os castiçais dá à casa outra alma. Parece que a paz e a felicidade se instalaram no sofá. Depois, o doloroso adeus ao pinheirinho (artificial, que eu preocupo-me com o ambiente essas coisas!) diz-se no fim de semana a seguir ao Dia de Reis.

Este ano a experiência vai ser... nem sei qual a palavra vai correcta... a experiência vai ser... experimental, passo a redudância. É que, tenho para mim, que as minhas filhas vão achar o máximo deitar tudo aquilo o chão. Se será bolinha por bolinha, ou tudo ao mesmo tempo, ainda não sei. Desconfio mesmo que a árvore não vai ficar de pé 24 horas.
Ah!!! 24 horas!!! Que piada!!! 24 minutos e mesmo assim já não é nada mau!!!

Depois conto.

Ai é assim?!

Acabei de fazer uma ronda pelos meus blogs preferidos e percebi que há muita gente que vai aproveitar este fim de semana para voar daqui para fora. Ele é Londres, ele é Paris... Vem um fim de semana XL e lá vamos nós! Então e a crise? E o apertar do cinto? E a contenção de despesa?

Eu sei que a inveja é uma coisa feia, mas é isso que eu agora sinto. Mea culpa. Bad girl, eu sei. Temos pena. Agora vou ali roer-me de inveja e já volto.

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

E agora...?!

Hoje acordei assim e na passada 5ª feira também. Quem é que me tira da cabeça que hoje é 5ª e não 6ª feira???
É que é ridículo despedir-me das pessoas dizendo "então, vá, até para a semana!" quando na realidade vou vê-las já amanhã???

Dah...

Jantar de Natal


O jantar de Natal da minha equipa de trabalho já está marcado. Dia 11 de Dezembro lá estaremos todos sentados à mesa, com a patetice do costume como prato principal. E há direito a trocas de prendas e tudo. O sorteio do amigo secreto foi há pouco. A mim calhou-me um rapaz. PORQUUUUÊÊÊÊÊÊÊÊ????!!!!!! É tão dificil dar prendas a rapazes...! Mas pior que isso, é que me calhou o mesmo rapaz que o ano passado... e que o ano anterior!!!! *
O incrível é que o sorteio é aleatório! Uma data de papelinhos com nomes num saco, tira-se um papelinho e o nome que lá estiver é o amigo secreto.
Mas quer dizer, 3 anos seguidos, o mesmo rapaz e tentar dar presentes diferentes dos anos anteriores já são muitos factores para conjugar e conseguir dar um presente airoso. Ah! Isto tudo aliado ao facto de termos um "plafont" de 10€. É calro que, se quiser, posso gastar 20, 30 ou 300€... mas não me parece. 10€ serão, máximo dos máximos.
Até já tinha pensado que prenda haveria de dar se fosse um rapaz... mas não lhe posso oferecer isso, já que há 2 anos ele deu-me esse presente a mim... (sim, eu tambném já lhe saí na rifa!)Estou pr'aqui com coisas e às tantas já ele nem se lembra que me deu esse presente. É uma cena unissexo, ok?!
Agora vamos lá é pensar que prenda, até 10€, se dá a um rapaz... Aceitam-se sugestões, tá?!
* Ao todo, somos 29. Qual era a probabilidade de isto voltar a acontecer???!!!! Mínima, certo?

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Obrigada, Srs. da Leya!


Hoje ofereceram-me este livro.
Não sei se gosto ou se não gosto. Sei que gostei de ter uma encomenda para mim, uma encomenda inesperada.
Quem é que não gosta de surpresas?! E, sobretudo, quem é que não gosta de receber?!

O primeiro impacto é forte: são 550 páginas à espera de serem lidas... e tão pouco tempo para lhes dedicar.

Suspeito que vou ter livro até ao Natal... de 2015!!!

Ser sádico é...

... passar pelo corredor aqui da chafarica a cantarolar "eu vi um sapo..."*.

Na dúvida, se era a sério, a brincar, ou apenas inconsequente, foi ver o pessoal todo a correr pelo corredor fora, para ir pôr moedinha no parquímetro!





* Para quem não sabe, nós tratamos os senhores da EMEL por "sapos" por causa da cor da vestimenta delas.

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Coisa feia, a inveja.


Primeiro foi a Angelina. Agora a Sónia. Mas antes delas... fui eu. As três temos uma coisa em comum... aliás, várias: somos giríssimas, glamourosas, simpáticas, trabalhadoras, apetitosas, bem dispostas, temos maridos lindos... elas seguramente que têm uma conta bancária mais recheada que a minha, mas vá, details...! Mas o que realmente nos une é que somos mães de gémeos.
Acerca disto, dizem-me "ah, hoje em dia toda a gente tem gémeos!" Não, meus queridos, nem toda a gente tem gémeos. Dos que há, muitos são fruto de tratamentos, que não foi o meu caso, não se quanto a elas. Mas a questão de fundo não essa. A questão é que há alguém que andou distraído, muitíssimo distraído.
Porquê? Porque a gravidez delas foi capa na Caras e a minha não...! Não se entende!!!

Assim, sim.

No outro dia fiquei mesmo feliz, ali ao nível de orgulhosa. Uma colega de trabalho, aliás uma amiga, disse que estava a gostar do meu trabalho... e que a mesma opinião era partilhada por outro colega. Que bom!!!!
Não é preciso muito para me fazer feliz...!

Quem não se sente, não é filho de boa gente


É um ditado popularucho. É um cliché. Fica bem em qualquer conversa de mercearia. Mas eu sou assim mesmo. Sinto-me muito. Sinto tudo muito. Sinto pequenas coisas muito. Sobretudo se essas pequenas coisas forem ditas pelos que mais amo.
Sim, fico dilacerada, esmagada, magoada, incrédula, revoltada até. Injustiçada. Desapontada. Enganada.
Se as mesmas coisas forem ditas por outras pessoas, passa-me completamente ao lado. Daí a 5 minutos já nem me lembro. Mas as pessoas que amo não merecem esse tratamento indiferente.

Talvez por isso, as pessoas que mais amo, adoro e sem as quais não me imagino a viver, são as que mais me magoam. E isto dói que se farta... e dói durante muito tempo.

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Por outro lado...


... o meu querido Richard Dean Anderson leva para casa o troféu de melhor herói da TV graças ao seu desempenho em "MacGyver". Prémio esse atribuído pela "TV Guia"* norte-americana.
Durante a minha adolescência acalentei a esperança de o ver a correr em meu auxílio para me salvar de uma situação extrema... mas nunca aconteceu... não sei porquê. Ah já sei!!! Nunca estive numa situação extrema! Enfim, ninguém é perfeito.
* Não será uma "Time", mas vá lá...

Somos mesmo uns fraquinhos

Parece que ganhámos um prémio em Inglaterra! Dizem as notícias que o Ministro Teixeira dos Santos recebeu o título de PIOR Ministro das Finanças da UE, gentilmente cedido pelo jornal "Financial Times".
De facto, o título é dele, mas quem sofre com isso somos todos nós...

Oh TS, esconde-te debaixo de uma pedra, masé...!

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

...

A semana foi recheada, por isso, deixou pouco tempo para pensar por escrito, mas destaco 5 acontecimentos.
1. Ele já voltou!
2. Tenho que comer mais carne e peixe, devido aos resultados das análises (que seca... agora tenho que me forçar a comer... deve ser mesmo isso... comprei um suplemento vitamínico a ver se me dá uma ajuda.)
3. A minha filha Mariana aprendeu a dizer "blharrrrrc". Derreto-me cada vez que ela o diz... mas duvido que daqui a alguns meses continue a achar graça.
4. Hoje de manhã foi a Margarida que disse, com sucesso, "blharrrrc". Até hoje ficava-se por um esforçado "blllll".
5. Senti um murro no estômago quando vi a notícia da morte de Rute Cruz, repórter da TVI. Não a conhecia de lado nenhum, nem tão pouco acompanhva o seu trabalho. Mas saber que aos 28 alguém pode deixar de existir é chocante. 28 anos?! Isso é o início da vida...! Eu casei-me aos 28. E agora, com 31, penso que felicidade que é poder chegar a esta idade. Que felicidade, que privilégio, que benção, é poder viver o que vivo, com aqueles que mais amo, com saúde. Acordar de noite para dar biberons e mudar fraldas. Ter aquelas dores nas costas no final do dia. Ouvir o despertador de manhã. O riso e o sorriso. O sol de Novembro que atravessa o pára-brisas e me aquece.
Tantos pequenos nadas que dão vida à vida. É tudo tão bom..!

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Uma grande ideia que não chegou a sê-lo


Como é sabido, as crianças escrevem cartas ao Pai Natal, cartas essas que (acreditava eu) iam ficando nas instalações dos CTT até ao destino final: o lixo. Mas eu li, algures, que os CTT estavam a fazer uma coisa fantástica, que era aceitar que pessoas comuns fossem lá levantar as ditas cartas e fazer de Pai Natal. Compravam-se alguns dos presentes pedidos, à medida da nossa carteira, claro!, e depois os CTT reenviavam esses presentes a quem os tinha pedido.
Uma ideia que lateja espírito de Natal.
E eu, toda lampeira para fazer o bem sem olhar a quem, e percebendo que se assim fosse tinha nas mãos material com muito potencial para o meu trabalho, liguei para a linha CTT só para confirmar se era mesmo assim. E não era. Boato. Mentira. Que pena que assim seja.
Explicaram-me que os CTT têm uma ideia, sim, quem quiser chega a um balcão deposita lá os brinquedos que quiser que os CTT depois distribuem-nos por instituições. É bonito... mas não é a mesma coisa.

Não há por aí niguém que queira concretizar esta ideia fantástica que não chegou a sê-lo?!

Pequenos gestos de amor

Comprei o pão preferido dele. Só depois me lembrei que ele não está cá para fazer torradas.
Comprei batatas doces para assar e comer à noite enquanto vemos televisão. As batatas ainda estão na cozinha à espera que ele chegue.
O strudel de maçã voltou para o sítio porque lembrei-me que não tenho com quem partilhá-lo.

Por tudo isto, este fim de semana dei comigo a pensar que a vida de recém-divorciado não deve ser mesmo nada fácil. É que além da convulsão sentimental, que deve doer a cada pestanejar, há também a dureza do dia-a-dia rotinado, em que as coisas são feitas como sempre, apesar de haver claras alterações que não justificam que as coisas continuem a ser como eram.
Suponho que isto apenas é válido para os casos em que ainda resta algum amor. Nos outros, muito provavelmente os pequenos gesto de amor diários (como comprar o pão preferido, as batatas doces para comer a dois ou o strudel de maçã para lambuzadelas carinhosas) já se devem ter ido há muito...

Desconfio que...

... a falta de educação, a presunção, o eterno desejo de ser fashion, mas o nunca lá chegar, uma certa inveja, a falta de amor, o adormecer com os pés frios e com a cama vazia ao lado, engordam!!!
Tenho dito.

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Só para dizer...

... oh pá, gostava tanto de ver estes senhores outra vez....!


Além do facto de serem maravilhosos, ainda se ganha o brinde de fumar cenas estranhas a custo zero, graças ao fumo dos outros. É que não dá para evitar!!!

Bom fim de semana!!!

E é assim: em menos de um virote ele chegou! Não tenho planos para este fim de semana... mas também não tinha para o anterior e acabou por ser bem bom!
Uma das actividades foi ir ao cinema ver este filme.

Ainda não sei se gostei. Mas sei que gostei muito do Brad Pitt e do George Clooney. Não pelo bom aspecto a que já nos habituaram mas pelo desepenho de ambos. Muito bons... actores!

USA

Ontem acordei cedo, muito cedo. Destino: aeroporto da Portela. Não, não me enfiei num avião para matar saudades da vertigem boa de levantar voo e não, não mergulhei numa capital europeia para umas fériazinhas culturais. Nada disso. O marido é que foi para os States.

Pedi-lhe para ele mandar um beijito meu ao Obama. D'xa lá ver se ele não se esquece do recado.

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Espero que possa


Aqui neste espaço não falo muito da crise, não falo (nada) do governo, de ministros, de economia, de BPN's e nacionalizações. Mas é impossível passar ao lado da eleição de Barack Obama para Presidente dos Estados Unidos da América. Ao fim ao cabo este homem é muito importante para os States, sim, mas muito importante para o resto do mundo também pelo peso e inflûencia que os EUA exercem sobre o resto do mundo.
De certeza que aqueles discursos quase poéticos são escritos com um dicionário ao lado, para escolher as melhores palavras, a encenação dos discursos deve ser repetida à exaustão em frente ao espelho, deixando muito pouco (ou nenhum) lugar para a improvisação. So what? Quem diz que um candidato à presidência dos EUA tem que ser espontâneo. Se calhar não tem, nem pode sê-lo.
Ainda assim, a orquestração que seguramente gira em torno do senhor não lhe tira o que ele tem: carisma. Por isso, fico à espera que algumas coisas mudem neste mundo, agarrada a três palavrinhas mágicas: Yes We Can.

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Um desabafo

Se há coisa que eu destesto, mas detesto ao ponto de ter vontade de pegar no mundo e dar-lhe um xuto e ficar a vê-lo voar para outra galáxia, são as injustiças. Acho-as violentas, corrosivas e desnecessárias. E quando essas injustiças são para o meu meu lado... aí ninguém me cala. E pior, falo com a consciência que estou coberta de razão... e quando isso acontece, não me calo mesmo. E fico com vontade de dar desprezo de alto a baixo quando depois me vêm com paninhos quentes, depois de terem percebido que, afinal , aquilo foi de uma enorme injustiça.

Responsabilidades dos meus erros, assumo-as, sim senhor... agora não me imputem reponsabilidades dos erros dos outros. Isso não.

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Numa palavra

YYYYEEEEEEEEESSSSSSSSSSS!!!!!

Era mesmo isto que me estava a apetecer! Era mesmo isto que estava cheiinha de vontade de agarrar! Era mesmo nisto que ando a pensar há uma data de tempo! E agora caiu-me assim no colo! Mais trabalho? Sim! Mas 'bora lá!

Valia a pena pensar nisto

"O verdadeiro homem não é aquele que conquista várias mulheres, mas o que conquista várias vezes a mesma mulher."
E eu acrescento: "A sua"

Aconteceu-me

Ao telefone:

- Olá, boa tarde! Eu sou a fulana assim e assado, trabalho aqui e estava a ligar porque queria saber se tem disponibilidade para vir aqui falar sobre o evento que está a preparar.
- Com certeza. Dê-me só o seu contacto que eu amanhã ligo-lhe. Como é que disse que se chamava mesmo?
- Fulana assim e assado.
- Hummm... e se calhar és da minha turma...
- És alto e moreno?
- Sim!
- Ah... és tu! Olá!

Isto aconteceu-me depois de me ter cruzado com uma amiga minha da faculdade (que não via há um horror de anos!) na fila de espera para o restaurante do El Corte Inglês e que depois, ficou sentada mesmo na mesa ao lado da minha!

Realmente, o mundo é mesmo muito pequeno...

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Ena, ena...!

Hoje descobri que afinal, no meu local de trabalho, até há gajos giros. Pelo menos um há de certeza!

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Agora sinto-me leve


O dia a dia é de uma crueldade tirânica. E o relógio não perdoa. Anda ali às voltas, qual cão atrás da cauda, e nunca pára para uma pausa... e não nos deixa tempo para o básico: falar com os amigos, por exemplo.

Esta semana dei-me conta que já não estava/falava com as minhas 4 melhores amigas há quase 1 ano!!! Uma delas até mais que isso. E enchi-me de uma tristeza tão dura e profunda como nunca tinha sentido. Como é que é possível que isto tenha acontecido???!!! Por isso, fui atestar o saldo do telemóvel e liguei-lhes. (Que ideia mais parva esta de haver tantas operadoras de telemóvel! Não era tão bom que fossem todas da mesma rede que eu...?!) Primeiro foi a A., depois a S., a seguir a E. e finalmente a J.

A A. vai ligar-me para almoçarmos. A intenção é boa, mas a conversa pra pôr em dia que eu desconfio que só 1 almoço não vai chegar.
A S. vai para o Quénia. Quando voltar vou ver fotos de leões e elefantes... ela vai ver as fotos do baptizado da minhas gatinhas!
A E. vai lá a casa no fim de semana.
A J. e eu vamos almoçar esta 5ª feira.

Mal posso esperar pelos reencontros!!! E agora ando numa fase tão lamechas que não sei se vou controlar as lágrimas cheias de saudades...

Este fim de semana foi muito importante para mim.


Ontem fiz 31 anos... com tudo o que isso tem de maravilhoso e de menos bom (leia-se, cabelos brancos, caminho aberto para as rugas, e por aí fora). E apesar de tudo eu gosto de fazer anos. Gosto do bolo, das velas, dos parabéns, gosto da festa e de estar com as pessoas de que mais gosto.
Ontem foi também o baptizado das minhas princesas. Foi lindo! Correu tudo lindamente! Quando eu esperava que, sobretudo a Mariana, se desfizesse em choro, lágrimas e gritos, às primeiras gotas de água fria na cabeça, ela surpreendeu-me e nada disso aconteceu. Achou mais divertido apanhar a água do cabelo e levá-la à boca! A Margarida foi baptizada com um pé calçado e outro descalço. Não percebo este ódio que ela tem aos sapatos... Minha filha, daqui a uns anos hás-de vir cá pedir dinheiro para "aqueles sapatos tão giros" que viste, que logo vês o que eu te digo!!!
Onte foi um dia pleno. Tive direito a tudo o que há de bom! Até fez sol!!!

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

E logo à noite...


... isto vai passar na minha televisão!

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Frase do dia

"Olhe que a menina conseguiu uma maratona incrível...!"

E ouvi-a a propósito disto.

Sim, mas qual é a palavrinha que devia lá estar em vez de "maratona"??? Olha ela mesmo aí debaixo da língua? Qual é mesmo...? "Milagre", nem mais!

Obrigada, muito obrigada! Quando me empenho, empenho-me mesmo.

Ass: Fresquinha, a Deusa ("Modéstia e água benta, cada um toma a que quer", sendo que o apontamento "água benta" não podia vira mais a propósito!) ;)

Ui... ca susto!


Ontem, fui mandada parar por um digníssimo agente da autoridade.
Depois daquela conversa d' "os seus documentos e os da viatura, se faz favor" diz-me ele:

- A senhora ía a fazer uso do telemóvel enquanto conduzia?
- Ia, sim senhor. (Para quê negar?! Tá óbvio que o gajo me apanhou em flagrante)
- Então e o auricular?
- Esqueci-me em casa, sr. agente.
- Ao utilizar o telemóvel durante a condução incorreu numa contra ordenação grave punível com uma coima de 120€. (A maneira como estes gajos falam!!! Não era mais fácil dizer "Apanhei-te. A multa é 120€. Paga e não bufa."?)
- ...
- Tome lá os documentos e pode seguir viagem.
- ???

Então e ficamos assim? Primeiro uma pessoa prepara-se mentalmente para levar uma machadada na carteira e depois não acontece nada?! Por mim tudo bem!!! Deixa-me lá sair daqui depressa antes que o sr. se arrenpenda.

Pronto, apesar de ter o horrível hábito de falar com as pessoas sem olhar para elas, este agente até foi... como se diz... um bacano! ;)

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

A felicidade existe!!!!

Este fim de semana descobri que não tenho nenhum par de sapatos de Inverno!!!!!!!!!!!!!*

Alguém vai ter que ir às copras! Trá lará lará!




* Isto se não contarmos com um par de sapatos pretos, umas botas pretas e umas castanhas. Eh pá, mas já têm tantos anos que não contam!

Tochas

Este fim de semana fui ver o espectáculo do Pedro Tochas "Já tenho idade para ter juízo" no Cinema Teatro Joaquim d'Almeida. E ri que me fartei! É que o fulano tem mesmo piada e montes de descontracção! E mais! Ele ri-se humildemente das suas piadas. Ri-se com ele e com o resto do público e isso cria na sala uma sintonia e uma cumplicidade muito giras. É como se ele por momentos fosse um de nós e se sentásse na plateia! Enfim, foi mesmo muito fixe! Comprou-se bilhete para 1h de espectáculo e leva-se com 1h40 de guião e alguma improvisação à mistura. Absolutamente delicioso!

E este fim de semana a minha princesa Mariana aprendeu a trepar pelas escadas acima. Medo!!!!!

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Já não dói!

Parece que já arranjei um Padre disponível no dia 26 de Outubro (Domingo)! Mas ele fez questão de dizer "é a título de excepção" (quero lá saber! Só preciso de baptizar as míudas uma vez!) e ainda acrescentou "só se houver um milagre é que ainda vai a tempo".
Não me quero armar aos cágados e pôr-me par aqui a dizer "vai buscar!", "eat my dust" ou "toma lá fresquinha!" mas se o meu empenho até aqui tem sido total, não é agora que vou baixar os braços. Nem que seja só para escrever um post a dizer "eu também opero milagres!!!"




Bom , é melhor é estar caladinha que esta gente tem ligação directa a Ele e nunca se sabe se não me faz engulir estas palavras fruto de alguma vaidade e orgulho.

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

O Olavo Bilac tá ali à porta

Alguém que lhe leve umas pastilhas para a garganta, sff. Tá rouco, ele.

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Já dói

Cada pessoa tem a sua maneira de reagir em situações de stress/tensão/preocupação. Há quem roa as unhas até aos cotovelos, há quem enrole os dedos no cabelo num ritmo compassado, há quem mordisque o lábio, e por aí fora. A mim, o que me acontece é uma dor na perna. Na esquerda, para ser mais precisa. Sempre foi assim, e talvez sempre será. E ela já cá está. Já dói.
E a culpa é dos padres em geral. Por estes dias já falei com uns 384671234 e nenhum está disponível. Já falei com padres amigos de amigos meus, já falei com padres da Opus Dei amigos de amigos meus, já falei com franciscanos, dehonianos, salesianos, espiritanos... e nada. Nada! Confesso que estou cansada, quase ali ao nível de derrotada. Apetecia-me dizer que enquanto há vida (e força de vontade) há esperança... mas não sei se acredito muito nisso.
Já dói.
Se eu pudesse punha o clero todo de castigo. "Agora ficam aí sem a eucaristia que é para ver o que é bom para a tosse!"

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Blogo-cusca

O meu trabalho manda que por estes dias volte a vasculhar em blogs. E chego à conclusão que os mais fascinantes são os mais despretensiosos. Blogs que falam da vida, daquela seca que é pôr moeda no parquímetro, das preocupações com o que será o jantar, dos golos do jogo do fim de semana, dos miúdos que perderam o casaco na escola, do cabelo que está a precisar de umas madeixas, do tempo quentinho que não dá vontade de entrar numa loja e desatar a experimentar camisolas de lã...
A vida, apesar da dureza do quotidiano, é deliciosa! Dispensa a poesia de frases lindas como "despi-me de tudo, vesti-me de ti", dispensa melodramas e questões metafísicas, dispensa dúvidas e filosofias.
Está tudo no dia a dia. É só viver! E escrever.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Afinal, Deus é justo!

Recebi no e-mail esta preciosa informação:

"A celulite é uma defesa orgânica feminina.O organismo coloca ali, no teu rabiosque e ancas o excesso de gordura que se ingere, em vez de entupir as tuas artérias. Por isso, os homens sofrem mais de enfartes que as mulheres."

Vai buscar!

Valia a pena pensar nisto


É mais difícil encontrar um padre disponível ao Domingo do que uma agulha no palheiro.

Já passou

Chegou a correr e passou ainda mais depressa. Estou a falar do fim de semana. E embora tenha sido regado por uma chuva exagerada para a época, com direito a trovões e relâmpagos e aos arrepio que eles me provocam, foi um fim de semana tão bom...!
Sábado acordei cedo, entrei na cozinha e fiz almoço para bebés. Depois pequei nas crianças e fui almoçar aqui. Um sítio inesperadamente delicioso e carregadinho de bom gosto. Os pratos davam gosto só de ver. Até dava pena espetar-lhes o garfo... mas quando a barriga manda e a gula dá um empurrãozinho, não há nada a fazer.

Este Domingo não trouxe o habitual almoço em casa dos pais ou dos sogros. E depois do almoço fui com as princesas ver uma peça de teatro para bebés. E foi tão giro! Digamos que a beleza e encantamento não está propriamente na peça em si, mas sim na reacção das crianças ao espaço, às luzes, às cores, à música, às outras crianças. E fiquei surpreendida porque sempre pensei que ia haver choro e berraria, já que no caso das minhas princesas, a peça batia na hora do lanche e da sesta... mas não! Portaram-se como umas verdadeiras princesas. Uma mais rendida aos outros meninos, a outra mais rendida àquelas coisas estranhas que estavam ali à frente e faziam barulhos. Tenho que ficar atenta e ver quando e onde há mais inciativas destas.

À noite sentei-me à frente da televisão para ver o Zé Carlos dos Gatos. Morno. Muito morninho. Já com estes senhores a temperatura é outra! É da boa!!!

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Aconteceu-me ontem


Ia eu a conduzir a caminho de casa. Eu, a minha músia, o sol, um fim de tarde quentinho. Reparo num Porsche descapotável que circulava na faixa da direita. Tentei perceber quem ia ao volante. E vi. Vi um rosto magro, óculos escuros, cabelos ao vento, jovem... era giro, ele...!

Buzinei, claramente a meter conversa. (Que atire a primeira pedra quem nunca se deixou seduzir por um descapotável!) Ele olhou. Pisquei-lhe o olho. Primeiro ficou só a olhar para mim... depois sorriu-me e perguntou "tudo bem?" Não ouvi, claro, mas li-lhe nos lábios. Respondi-lhe "tudo bem!". Resposta que ele também leu nos meus lábios. Mandou-me um beijo pelo ar. Sorri, disse-lhe adeus... e cada um seguiu o seu caminho.

Não sei para onde foi... não sei sequer a matrícula do carro. Ele também não sabe para ojnde eu fui e seguramente não sabe a matrícula do meu carro. Ali começou e ali acabou, naquele troço de asfalto.

Acho que este podia ser o início de um sucesso de bilheteira. Quem quiser, é só pegar no facto real e imaginar o resto da história.







Vá... deixe-se de filmes, porque ele era apenas um amigo meu! ;)

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

LINDO!!!!

Recebi isto no e-mail e achei lindo:

Paulo Bento recusa-se a fazer teste de paternidade.


(Atentai no penteado dos macaquinhos!!! Tão fôfos!!!)

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Ganha juízo, pá!!! 2ª parte

Não quero parecer insensível, um coração de pedra, ou a frieza de um iceberg em foram de gente. Mas francamente, já não há paciência para a Ms. Whinehouse e suas doideiras de menina-que-tem-tudo-e-mais-alguma-coisa-e-não-lhes-dá-valor-nenhum.

Amy, eu sei que és leitora assídua do Pela Fresquinha, por isso, presta atenção. Todos os ídolos que morreram novos (ou cedo demais), tipo James Dean, Marilyn Monroe, Kurt Cobain, Jim Morrison e até Heath Ledger, tornaram-se lendários porque a vidas lhes escapou sem pedir licença, percebes? A notícia caiu tipo um meteorito na terra. PAM!!!!! Agora, minha vítima de cabelereiro em dia não, tu andas a rodear-te da morte há tanto tempo que quando ela te apanhar, sabes o que é que se vai dizer? Não sabes? Eu faço-te o avanço: "Já se estava à espera", "o inevitável confirmou-se", "mais cedo ou mais tarde tinha que acontecer" e, pior que tudo, "a vida continua". Portanto deixa-te lá de armares em menina-mimada-que-quer-atenção e vai trabalhar.

Como diria o outro senhor: "tu queres é aparecer! Vai mas é trabalhar!"

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Tá giro!

Descobri que os senhores que mandam nesta marca têm é arrepiante sentido de humor! É que uma das linhas da marca é "cheapandchic". Na parte do "chic" estamos de acordo mas... a do "cheap" é para rir!!! É piadinha...! É, não é...?!

Desconfio...

... que este Inverno vamos ter calor! É que a julgar pelas roupas que se vendem nas lojas ninguém diria que a época do tempo fresquinho, daquele que desafia o casaco de peles de um urso polar, está a caminho.

Primeiro as sandálias nas montras, agora tecidos frescos e esvoaçantes para taparmos o corpinho...

Já estou a ver o filme todo: é este ano que vou dar entrada no hospital em hipotermia!

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

De maneiras que é assim

A semana chegou ao fim e o fim de semana vem aí... e eu não faço a mínima ideia do que é que ele vai trazer.
Gostava tanto de ir à Intercasa... vinha mesmo a calhar, logo agora que ando a querer comprar uns cadeeiros para o quarto e para a sala... e tapete para o quarto... e outras coisas que eu cá sei... mas não posso dizer! Porquê?! Porque o meu marido é leitor deste blog e a informação de "intenção de compras" tem que ser veiculada com mestria para evitar ataques cardíacos. (Olá amor!!! Tás bem?!)
Para que eu não fique viúva neste instante é melhor mudar de assunto. Vamos lá.
Este fim de semana gostava tanto de ir ao cinema. Gostava de ir ver o filme dos irmãos Coen "Destruir Depois de Ler"...
Também gostava de ir à festa da Comercial no Tazz...
Mas e o que é que eu faço às minhas gatinhas?
Bom, pra não variar, uma coisa vou fazer seguramente: "filhar" muito!!!!!

Bom fim de semana a todos!

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Momento da Vergonha

Ontem vi pela primeira vez (e ainda assim não vi todo) o Momento da Verdade.
O que é aquilo????!!! Fiquei incrédula com a dureza e a crueldade de tanta verdade. Sou apologista da verdade, sim, claro! Mas o problema é quando se pensa, como eu pensei, "-não, isto não pode ser verdade!" Mas é. Infelizmente é. E chego à conclusão que há muitos trafulhas por aí. Cruzam-se connosco todos os dias. Nas passadeiras, nas filas do supermercado, nos restaurantes. Estão por todo o lado. E ninguém suspeita que por detrás daquela figura escondem-se segredos, "rabos presos", cobiças, más línguas e invejas. Pois... não suspeitamos nós nem quem está mais perto dessas pessoas. E aí é que está o grave da questão. É grave uma mulher descobrir na televisão, perante a família, os amigos e o país inteiro, que desconhece o homem com quem casou. Mais grave ainda é ver o público aplaudir como se fosse um concurso.

Caro público, isso não é um concurso!!! É a vida virada do avesso a troco de uns trocos que não pagam nem apagam os destroços em que se tornaram aquelas vidas...!

Surpreende-me que haja gente com vidas assim, tão sombrias e obscuras. Mas mais que isso indigna-me como é que essas pessoas vão para a televisão expôr o que se esforçam por esconder.

E fico feliz por perceber que eu nunca seria escolhida pela produção do programa.

- Odeia o seu chefe?
- Não.
- Já prejudicou os seus colegas para seu bem?
- Não.

- Já traíu o seu marido?
- Não.

- Pensa noutros homens quando está com o seu marido?
- Não.



Ah como é doce o sabor de ter uma vida normal...!

terça-feira, 30 de setembro de 2008

Piropos - 2ª parte

Vá-se lá perceber porquê, de vez em quando atiram-me uns piropos na rua. Das duas: ou é gente que lança piropos a tudo o que mexe ou estão a precisar de usar óculos! Não serei gorda nem marreca... mas, caramba!, daí a arrebatar paixões à minha passagem vai uma grande distância! Digo eu... ;)

Um dos mais recentes foi este:
- Aguenta coração...! (jovem enquando levava a mão ao peito e suspirava)

Hoje de manhã foi este, e fez-me sorrir:
- Bom dia sonho!*

* Mais uma vez, obrigada à Danone por estas mensagens que vêm nas tampas dos iogurtes.

Ainda o "sabemos que"

Sabemos que as férias acabaram e as aulas começaram quando...

... quando demoramos mais tempo à procura de lugar para estacionar do que para chegar ao local de trabalho.

Ainda os iogurtes

Sabemos que a data o nosso aniversário se aproxima quando....

... quando ela vem no prazo de validade dos iogurtes.

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Era um iogurte normal, sff!

Ele há bifidus activus, spicy, cremosos, light. Ele há com polpa de fruta, com smarties e cereais. Ele há com pedaços, de côco, noz e mel, kiwi, ameixa e sabe-se lá mais o quê! Mas eu só quero um iogurte de aroma perfeitamente normal, absolutamente normal!
Este fim de semana, corri os frigoríficos do supermercado de lés a lés e não foi fácil encontrar!!! Lá descobri os iogurtes clássicos (os de aromas de morango) e ainda de banana e de pêra!!! Mais nada! Mas e os iogurtes de aroma de pêssego? De alperce? Que é feito deles?! Que é feito dos iogurtes normais...?!

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Ciao!

Pois é, pois é...! Se tudo correr bem, há a larga probabilidade de, em Fevereiro, dizer ciao, arriverdeci, spaghetti e Dolce Gabanna!

O resto da comunicação terá que ser em inglês. Ninguém é perfeito! ;)

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Perdeu a graça

É-me impossível não voltar a cabeça e olhar para trás sempre que passa por mim um carro destes.


Nota: prefiro em preto.

Acho-o elegante, ao mesmo tempo despretensioso; divertido mas com com classe; maroto mas ao mesmo não prega rasteiras nem deixa o condutor ficar mal visto. Enfim, sinto que o atrevido me lança uma piscadela de olho quando passa por mim!!! Um autêntico carro de gaja, é o que é!*

Eu até pensava "o próximo carro que eu comprar vai ser um destes!" Pensava... agora já não o quero. Perdeu o encanto. Hoje descobri que uma pessoa que desperta a pior criminosa que há em mim, autora de requintes de malvadez dignos de me porem a cabeça a prémio, tem um destes. Não pode ser. Nunca na minha vida voltarei a ter algo em comum com essa pessoa. Nem mesmo um carro igual. Pronto, é incontornável partilhar o ar que respiramos. Porque o ar é de todos. mas essa dita pessoa não o merece. Com tantos chinesinhos a respirarem tubos de escape e chaminés de fábricas... e aquele ser que nem pessoa chega a ser com tanto ar puro a entrar-lhe para os pulmões...! E ainda por cima é burro, porque fuma!!! Pérolas a porcos.

Meu querido 307 CC, acaba-se aqui o nosso namoro platónico. Temos pena.




* - Pois... tá explicado. É precisamente por este motivo que f%$&#» da p?%#" tem um carro destes...!

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Ouvi hoje na piscina...



Acerca do professor de hidroginástica:

- Ele vem directamente da discoteca para aqui, não vem?

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Sou só eu...

... ou a estação que vem aí é o Outono/Inverno e não a Primavera/Verão? É que não percebo porque é que nas sapatarias as sandálias estão a tomar conta das montras...!

Ou isso, ou agora cada um pode escolher a estação que quiser...! É isso???!!! Ou então vem aí um Outono/Inverno que vai fazer corar de vergonha a Primavera/Verão que passaram.

A sério, preocupam-me as montras bipolares, com botas e sandálias em amena convivência. É que o raio das sandálias são tão giras...!

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Ganha juízo, pá!!!


Li esta notícia e cheguei à conclusão que o dinheiro é como o álcool e demais drogas: em excesso, faz mal.

Miúda, melhor do que queimar tanto dinheiro numa mansão com vista para a prisão, só mesmo enterrar o vil metal numa mansão com vista para o cemitério... Melhor! Só morar no próprio cemitério. Pensa nisso! Tás no bom caminho...! Já agora, já ías ao cabeleireiro...!

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Here we go again...


Pois, é... quer parece-me que a constipação voltou a entrar lá em casa. Parece-me não, tenho a certeza. Os olhinhos lacrimejantes, o nariz a pingar e a irritação não deixam lugar para dúvidas. Já vi este filme antes... e é extenuante. Física e psicologicamente. Porque não durmo os mínimos essenciais e porque fico com o coração encolhido num cantinho de mim só de ver a minha princesa doente.

Hoje é uma. Daqui a uns dias será a outra também... Coragem.

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Ah! É verdade!



Na semana passada também inaugurei o ano lectivo das aulas de hidroginástica. Lembrei-me disso agora, que me levantei e as pernas doeram... os braços doeram... as nádegas doeram... porque hoje tive aula. Às 8h30 da manhã lá estava eu na piscina, ainda meio ensonada! E se não é fácil acordar com um copo de água na cara, imagine-se com o corpo todo lá dentro! E com uma música maluca aos berros! E com o professor a pular e a dançar como se fossem 3h da manhã em pleno Lux. Só lhe faltava o copo na mão.

É um acordar vertiginoso, eu sei. Mas gosto tanto daquilo, que prefiro ter um acordar semelhante a um acidente do que render-me ao sedentarismo completo.

P.S. - E para todos aqueles que pensam que "hidroginástica = ginástica das velhas": cresçam!!! E quando souberem dar umas braçadas atrevam-se a levar uma sova como as velhinhas levam!

Sum up

Uma semana ausente implica uma semana recheada. E foi mesmo.
Na semana que passou a parede do hall da minha casa vestiu-se com um papel lindo. A sala ganhou um plasma ou um LCD ou lá o que é (enfim, ganhou uma televisão grande!). Procurei um tapete no IKEA para aconchegar o chão da sala, mas não gostei de nada. Comprei uma encharpe para me proteger os ombros, porque o casamento do Ricardo e da Aline foi no Sábado e o tempo não teve piedade de mim com o meu vestido cai-cai. E no meio disto tudo preparei um programa especial Madonna, com tudo o que isso implica: captar sons, cortar, editar, escrever, gravar, voltar a editar... reunir ideias, organizá-las, distribuir jogo, contactar quem de direito e escrever barulho do bom!

Sábado, o dia foi de casamento. Boa sorte, Ricardo!

Domingo foi dia de almoçar em casa do meus pais, receber o Hugo e a Sofia ao lanche, dar banho a uma filha e concerto da Madonna lá vou eu! Que espectáculo! Ainda melhor e mais surpreendente do que há 4 anos. Como é que é possível???!!! Passei um frio do caraças, porque como saí de casa à pressa fui de sandálias e levei a primeira camisola da época que me apareceu à frente. E ainda bem que me lembrei de levar os binóculos! Sem eles a Madonna era apenas uma pulguinha loira a saltitar lá ao fundo. Muito ao fuuuuuunnnnnddddoooooooooooo!

Ontem, foi o dia do 1º aniversário das minhas gatinhas...! Um dia cansativo... mas tão feliz!!! Há um ano também estava muito cansada e com dores nas costas, agora que penso nisso, mas ainda assim feliz! Tão feliz que não cabe em palavras! Mas foi maravilhoso ajudar as minhas princesas a soprar a primeira vela da vida delas. A casa cheia com a família, o telefone que não parou de tocar com os amigos a da dar os parabéns. Enfim, amor por todo o lado.

A surpresa da noite ficou a cargo do Vitor que preparou um vídeo lindo, ternurento e cheio de amor apenas com alguns dos momentos da vida das minhas fofinhas! Lindo. Amor do puro.

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

É a vida...


Como qualquer querido e fofinho que se preze, o Tim Booth é feio que se farta!!! Mais fotos aqui.

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Coça coça...!


Há pessoas que me irritam. Por tudo em geral e por nada em particular. São pessoas que não conheço (nem tenho tenções de conhecer) e até podem ser pessoas fantásticas... mas a mim causam-se ataques de urticária!!!

Uma dessas criaturas é Marta Leite e Castro. Mas que raio quem é Marta Leite blá blá blá? De onde veio? Para onde vai? De onde surgiu? Fruto de que empurrãozinho? E porque é que aparece nas revistas e em todo o lado? Ultimamente diz que é porque comprou uma casa. SO WHAT???!!! Isso é critério para aparecer, comprar casa?! Francamente...! E já agora, quem é que faz uma notícia com o facto de a Marta sei-lá-o-quê ter comprado uma casa???!!! Antes, este jornalismo do vazio sempre servia para forrar o caixote do lixo... agora já nem isso, porque existem uns sacos de plástico próprios para o efeito.

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Já tremo


Amanhã é dia de fazer análises. Coisa que eu DE-TES-TO!!!!

Detesto que me piquem!!! E sobretudo detesto ficar com o braço todo negro! E detesto que depois me olhem de lado como se fosse uma agarradinha com muita falta de jeito! E detesto que me digam "vá lá, não dói nada"! E detesto que me tirem o que é meu! E o sangue que me vão tirar é meu! O xixi podem ficar com ele, mas o sangue é meu, ok?!

Deviam era ter vergonha!

Em Agosto foi tranquilo. Podia-se estacionar o carro sem ir a correr pôr moedas no parquímetro. Houve mesmo dias em que abusei da sorte e nem 1 moedinha de 10 cêntimos caiu nos cofres da EMEL.
Agora, os senhores fiscais do estacionamento regressaram em força e ontem foi uma razia aqui na rua. Era só carros bloqueados. (Mais uma vez, tive sorte! Não calçaram o meu carro de amarelo!) Mas o que me partiu o coração foi ver uma avózinha com o seu Peugeotzinho bloqueado! Deviam era ter vergonha!!! Muito provavelmente a senhora vive da reforma e teve que largar logo 60 euros! E pior! Devia ter os netos à espera para almoçar... e eles ali, a empatarem a senhora!!!
Deviam era ter vergonha...!

Sim, aceito!

E pronto, no passado dia 30 de Agosto, o Nuno e a Rita disseram perante a família e os amigos "Sim aceito, vamos lá casar, assinar os papéis, levar com o arroz e as pétalas e dançar até mais não na festa".

Finalmente pude tirar a desforra daquilo que me passou ao lado no meu casamento. A saber:
- A companhia dos amigos. Diverti-me imenso com gente que já conhecia, com outros que conheço há pouco tempo e outros ainda que fiquei a conhecer naquela noite.
- Lambuzei-me naqueles aperitivos que servem ao início. Quem quisesse encontrar-me era procurar o empregado que servia tâmaras com bacon. Andei atrás dele para todo o lado!
- Já que no meu casamento só comi meia fatia do bolo dos noivos, neste comi duas fatias!!! Vai buscar!!! O noivo só comeu meia fatia! :)

Neste casamento fiquei com a certeza de algumas coisas:
- Não suporto bêbados. Sobretudo daqueles bêbados chatos, que se desfazem em "gosto tanto de ti" e gritam "és linda!"... e não são o marido! Correcção: o que eu não suporto mesmo são aqueles que pesam para cima de 90 quilos e se atiram para cima de qualquer um, como se fossem uma pluma.
- Não me irritam os bêbados que se encostam a um canto a cantar de olhos fechados.
- Tolero os bêbados que me raptam para dançar.
- Levar sempre um par de sapatos confortáveis no carro, para quando os sapatos lindinhos matarem os pés. Mas atenção!!! Os sapatos suplentes devem ficar realemente mal na roupa! Assim ninguém fica com dúvidas que são realmente suplentes. Porque se forem sapatos que ficam mais ou menos no conjunto, pode-se confundir com mau gosto.

Estava tudo lindo e delicioso! E divertido. Diverti-me imenso! Diverti-me até às 5h da manhã.
As minhas gatinhas? Ficaram em casa da avó, pois claro!

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Sim senhor...!


Ontem encontrei este senhor à hora de almoço nas Amoreiras.
Sim senhor...! Muito bom aspecto! Aquele ar descontraído das calças de ganga, a contrastar com o look arrumadinho da camisa branca, salpicado pela credibilidade do sapato à homenzinho com escrúpulos e carácter.
Sim senhor...! Já era altura de haver alguém interessante a quebrar o cinzentismo de Ruis Pereiras, Jerónimos de Sousas e outros que tais.

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Foi PER-FEI-TO

E este fim de semana foi assim mesmo: PER-FEI-TO!

6ª feira rumei a Sesimbra para o primeiro dia da despedida de solteira da Rita. Foi tão divertido...! Fui dormir a casa. Cheguei às mesmas horas que chegava antes (se isso foi possível agradeço à sogra que ficou lá em casa com as minhas gatinhas, porque o pai delas foi à despedida de solteiro do Nuno, e ao que sei também se divertiu).
Sábado tratei das refeições das crianças, tratei do almoço, adormeci sestas e voltei para Sesimbra. Desta vez o jantar foi em casa, janelas todas fechadas, porque o que aconteceu lá dentro foi... foi... eh pá, foi grande, e ficará para sempre entre nós! (E se esta noitada foi possível, agradeço ao meu querido marido que ficou em casa com as crianças.)
Domingo foi dia de aniversário da mãe. Almoço fora, passeio ao sol, regresso a casa para partir o bolo e fazer um brinde. E para o fim de semana terminar em beleza, uma partidinha de Scrable! Eh pá, soube mesmo bem...!!!

Foi dos melhores fins de semana dos últimos tempos. Muito bom! Quero mais!

Parabéns, mãezinha!


Vivo o dia 24 de Agosto sempre com muita emoção. Porque foi este dia que viu nascer a minha mãe - e de certa forma, foi o dia que me viu nascer a mim, porque se não fosse ela, eu não estava cá.

Sempre soube que a minha gosta de mim a cima de todas as coisas, tal como eu gosto das minhas filhas. Mas só agora é que eu sei como é esse amor de mãe... e é mesmo muito grande! Só assim se percebe que continues a estar sempre disponível para mim, para tudo, a qualquer dia, a qualquer hora. Sempre.

Se não fosse ela, eu seria garantidamente uma pessoa diferente. Melhor ou pior, não importa. Mas não seria eu. Muito do que sou devo-lho a ela, muito do que sei devo-lho a ela também. Admiro-a por isso e por muitas outras coisas. Por ser trabalhadora, por nunca deixar de esbracejar contra os obstáculos que se cruzam no seu caminho, por se cansar mas por no dia seguinte já estar pronta para a luta outra vez, por ser inteligente e perspicaz.

Penso muitas vezes que posso ter os amigos que quiser, posso ter quantos namorados, maridos ou ex-maridos que apetecer, mas mãe só tenho uma. Só tenho esta. E não a trocaria nunca por nenhuma outra. Por isso, cuido dela o melhor que sei e posso, mimo-a com todo o meu coração e não há dia em que não pense nela. Porque se o amor de mãe é o maior do mundo, o amor de filha não lhe fica nada atrás.

Parabéns, mãezinha!

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

PARABÉNS!


Temos campeão!

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Ping pong


Sinto-me uma bola de ping pong. Ora estou aqui, ora sou recambiada para ali, ora devo estar além... Passo a explicar: no ambito do meu trabalho, preciso de falar com alguém de direito sobre o Dia Europeu Sem Carros. Ligo para a Agência Portuguesa do Ambiente.

" - Ah pois... isso é com o Ministério do Ambiente, ligue para lá."

No Ministério do Ambiente:
" - Vou passar para o Gabinete... mas anote aí o número da Inspecção Geral do Ambiente porque devem reecaminhá-la para lá."

No Gabinete:
" - Isso é com a Agência Portuguesa do Ambiente."

E aí passo-me! Do outro lado respondem-me:
" - Pois, mas os nossos serviços existem para darem resposta nestas ocasiões... mas, vá, faça um pedido por escrito aqui para o Ministério a ver se arranjamos alguém para fala consigo."

Eu a contar até 100:
"- Ouça, eu não preciso de falar com Deus, basta-me falar com um anjo qualquer que ande por aí e que perceba minimamente do assunto!!!"
" - Sabe, é que isto agora aqui está bastante calmo..." *

Ora, isto é ou não é tipicamente português?! Que inércia! Que gaita!

* Traduzindo: não temos cá ninguém porque os senhores do Ministério estão todos no Algarve a torrar as suas barrigas obesas na praia! Que bela justificaçãozinha olímpica!

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Olha m'esta...!

Realmente, não há coisinha mais pequenina e mais portuguesinha do que a preocupação com os epítetos.
Em resposta a um mail meu, recebi um mail em que me tratam por Drª!!! Francamente, senhores. É certo que tenho um curso superior, mas sejamos sinceros: não me conhecem de lado nenhum!!! Não sabem sequer se terminei a 4ª classe, mas lá estão as 3 letrinhas mágicas antes do nome.
Imagino o conflito interior de quem me enviou o dito mail:

"Ora como é que eu vou tratar esta gaja? Só pelo nome? Não pode ser. Vai que a gaja é juíza ou engenheira ou Dra. mesmo...! Trato-a pelo nome e lá se vai o negócio! Motivo: excesso de proximidadeMas e se ela nem tem a 4ª classe? Nã, deve ter. Manda mails e tudo... escreve sem erros ortográficos. Pronto, o 12ºano deve ter. Mas, 'pera lá, com o 12º pode perfeitamente ser caixa do Pingo Doce. E vou chamar-lhe Drª?! Drª da registadora?! Olha deixa, se não for Drª ainda a faço feliz e não me comprometo."

Senhores, vamos lá preocuparmo-nos com coisas que valem a pena, ok?!

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Daqui ao Natal é um pulinho - 2

As minhas gatinhas aprenderam a gatinhar esta semana.

As tomadas são um mundo fascinante e as quinas de casa são uma atracção irremediável.

Estas férias o meu telemóvel morreu afogado... em baba!

Não consegui passar despercebida em lugar nenhum. Quando eu entrava mais as minhas gémeas, todos os olhares se voltavam, toda a gente comentava "oh tão giro!!!" "olha, gémeos!" "ai que horror, coitados!" "era o meu maior medo quando estava grávida!" "parabéns, é uma benção"

Senti-me uma espécie de Catarina Furtado que garantidamente não consegue fazer-se invisível na multidão. Por isso, esperei sempre que a qualquer momento alguém me dissesse "gosto tanto de vê-la trabalhar...!"

E daqui ao Natal é um pulinho

Estas férias percebi que estar de férias é não fazer aquelas coisas que fazemos em casa: lavar a loiça, fazer a cama, varrer o chão e estender os toalhões de banho. E eu tive disso. Alguns dias, mas tive disso. Dias que deixaram saudades. Da "Piscina Romântica" que dizia à entrada "Children Free Swimming Pool" mas como eu não vi logo, lá andaram as minhas crianças a banhar-se entre as bolhas do jacuzzi no meio dos casais ingleses muito apaixonados... e muito lagosta! E saudades do sítio em geral que era lindo, que cheirava bem, que me fazia sentir bem.

Saí do edredon de penas e rolei rumo à Manta Rota, que este ano se fartou de aparecer nas revistas graças ao Manta Beach da Maya. Não fui lá porque não permitem a entrada a crianças de 10 meses: Mas só por isso, porque as minhas crianças tinham energia para isso e muito mais. Mas vi de fora aquela imensa bola de lona com pessoas lá dentro a dançar. Também vi que as casas de banho deste spot tão badalado eram dequelas das obras, tipo cabebine telefónica de plástico. Que fino!

Nas praias vizinhas da minha, as bolas de berlim custavam 1€. Na minha era 1, 20€

As princesas deixaram-me ir jantar fora todos os dias. Acompanharam o jantar sentadas à mesa como gente crescida, só que a roer uma codea de pão.

Aos 10 meses de idade a minha Mariana deu o primeiro beijo na boca. Aliás, foi o Vasco de 5 anos que lhe roubou o xôxo. Mas primeiro pediu ao pai dele e ao pai da bebé. Gostei do respeitinho.

Aos 10 meses, a minha Margarida apaixonou-se... por um amigo meu... que é CASADO!!! Filha, esse não é o caminho!!! Falaremos melhor sobre o assunto, quando tiveres 40 anos, combinado?

As princesas adoraram a praia, deliraram com o mar e vibraram com as ondas. Ah! e a areia é tão boa para comer!!!

Fizeram pinturas rupestres na parede da casa de banho... com cócó!

Adorei os jantares no Chá Com Água Salgada. E as pizzas da Catarina continuam deliciosas. Os crepes regados com chocolate quente fazem-me crescer àgua na boca só de pensar neles.

O meu creme protector continua intacto. Não tive tempo para me proteger.

O protector solar das minha filhas chegou ao fim. As duas bisnagas!

Mesmo só chegando á praia a partir das 17 horas, ainda consegui roubar um ar saudável ao sol.

Por definição, as férias são boas. Mas, devo acrescentar, as minhas foram cansativas. Como diz a minha sogra "agora vocês deviam era ir para as termas". Eu até concordo.

sexta-feira, 18 de julho de 2008

FÉRIAS!!!!!

De maneiras que é assim. Vou de férias! Não vão ser férias como as que conheci até aqui. Acordar à hora que se quer, nada de grandes preocupações com o almoço, torrar ao sol até a pele aguentar, ler, livros, revistas e jornais*, fazer ponto cruz (sim, gosto de fazer ponto cruz e depois?!), ouvir rádio (daquela maneira que as pessoas normais ouvem), jantar fora, etc, tec, etc.

Este ano o horário balnear está reduzido ao horário entre as 8 e as 11h (quem é que vai para a praia às 8H???!!! Além do meu pai, NINGUÉM!!!) e a partir das 17h. Vou ter que fazer sopas, ora de carne ora de peixe, vou mudar fraldas, vou embalar soninhos, vou brincar, vou fazer festinhas e dar mimos. Também vou receber muitos mimos. Disso tenho a certeza. Em 3 palavras: vou filhar muito!

Embora sejam umas férias com regras novas, as expectativas estão muito altas. O Nuno e a Rita também vão passar uns dias connosco para dar um cheirinho a velhas e saudosas férias.

Mas férias são sempre férias. Boas e pronto! Vou finalmente mergulhar o pézinho na areia, vou sentir o sol, vou abraçar o mar e vou sentir aquele cheiro que só o Algarve tem. E vou namorar.

Boas férias a todos!

Até Agosto!

* - por acaso ler jornais na praia é coisa que me irrita. O vento entorta as folhas todas, a areia mete-se onde não é chamada... no fim aquilo deixa de ser jornal e passa a ser um mil-folhas!

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Mais um desabafo

Mas porque é que, depois de vestir as raparigas com um vestido cor de rosa de alto a baixo há sempre alguém que pergunta invariavelmente:
- É um casalinho?

Resposta que me apetece dar, mas que a boa educação que os meus pais me deram me impede de fazer:

- Não, como mostra a cor da indumentária, são duas meninas. Por mais à frente que seja, nunca iria vestir um menino de rosa da cabeça aos pés. Pior! Nunca iria pôr um vestido a um menino! Se isto fosse a Escócia, uma saia ainda vá que não vá, para conservar a tradição. Mas... VESTIDO???!!! Já agora, o meu marido é oftalmologista... apareça por lá que está a precisar, sua pitosga da m---a!


Desta vez foi

Ontem preenchi uma reclamação no livro de reclamações. Motivo: violação os meus direitos.

Estava eu (com as minhas duas princesas!) numa fila de atendimento prioritário para grávidas, acompanhantes de crianças de colo e idosos numa caixa de um hipermercado e não é que nenhuma das 4 pessoas que estavam na fila me cedeu passagem???

Mais! Houve uma fulaninha que depois de observar esse espectáculo que é duas crianças gémeas, de lhes ter tirado as medidas e ter pensado que a ida ao supermercado já tinha valido a pena porque tinha ido ao circo sem pagar bilhete, dizia eu, não é que essa dita fulaninha pasou obscenamente à minha frente na fila???!!!

Ok, meus senhores, assim já é demais! Enquanto estive grávida foram grandes e foram muitos os alaridos que o meu barrigão provocou nas caixas de atendimento prioritário. Foram muitos os comentários menos agradávei que ouvi. Alguns deixei sem resposta, outros respondi à letra. Desde "gravidez não é doença", "eu também estive grávida", valeu tudo.

Agora chega! Chega por mim e sobrtudo, chega pelas minhas filhas!!! É que as minhas crianças estavam aos berros porque já estavam incomodadas de estar no mesmo sítio! E ninguém disse, "faça favor"! Nem a senhora que estava na caixa! Essa é a maior responsável. Já que assume essa caixa tem que assumir as responsabilidades inerente à mesma. tem que estar com atenção para ver se na sua fila está alguém que mreça atendimento prioriotário. mas não. As senhoras das caixas demitem-se dessa função.

Chega! Espero que se faça alguma coisa. Eu fiz o que tinha a fazer. Agora é a vez destes senhores.


sexta-feira, 11 de julho de 2008

Ganda S. Pedro!!!


Fui agora ver como vai estar o tempo naquela semana de férias com a qual ando a sonha há taaaaaaaaaaaaaaaaaannnnnnnnnnto tempo.

Temperatura máxima: 32º
Temperatura mínima: 19º
Probabilidade de precipitação: 0%

Filhas, por favor, não inventem nenhuma febre para nublar este céu azul maravilhoso, tá?!

Do avesso

De repente, sopra um vento e tudo muda. E o que está bem, organizado e previsto, tranforma-se em insegurança, em desorganização e em receio que o desconhecido provoca em todos nós. Pelo menos em mim provoca.
O que estava marcado para uma semana depois, teve que ser acalcado com os pés num buraquinho na agenda. Liga, desmarca, liga a remarcar. Conversa-se, trocam-se as voltas, põem-se uns dias de férias extra...
Mas pronto, verdadeiramente importante é que quem estava com a saúde a faltar-lhe parece que já começa a levantar a cabeça. Mais uns dias no hospital e seguramente que tudo vai ao sítio. E nessa altura, sim, irei dar ao corpo as merecidas férias... e a consciência irá tranquila. Porque tudo está bem quando acaba bem.

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Tenho saudades


Tenho saudades de andar de avião. E a saudade aperta ainda mais cada vez que vejo um a fazer-se ao céu. Ali vou eu na Ponte Vasco da Gama, olhos postos no céu e inevitavelmente a pensar "gostava tanto de estar ali dentro...!" Não importa se o destino é França, China, Namíbia ou Vietname. Gostava tanto de ir lá dentro, e pronto!

Tenho saudades daquele arrepio ao levantar voo, da força que me esmaga contra o banco, daquela velocidade crescente...! Tenho saudades da vertigem ao aterrar, de sentir os travões a mostrar a sua força!

Por vezes penso que se tivesse uma vida paralela até gostava de ser piloto. Sim, porque melhor do que sentir aquilo tudo é proporcionar todas essas sensações em nós e aos outros também.
As palmas no final é que dispensava. Porque são sinónimo de parolice.

Fascina-me a ideia de poder ver todos os dias o mundo de outra prespectiva. Ver o mundo de cima. Lá do alto tudo parece pequeno. Tão pequeno que fica em terra.

Só o que é grande é que vai connosco para as alturas.




quarta-feira, 2 de julho de 2008

Ainda as malas

Por favor, escondam todas as malas, malinhas e maletas Mandarina Duck. Risquem a Mandarina Duck das listas telefónicas. Apaguem a Mandarina Duck do mapa.

Só para evitar que um qualquer sultão da marroquinaria barata se lembre de inventar as malas Patinho!

Por favor...!

Depois da marca (se é que se pode chamar "marca") Cavalinho ter saído à rua claramente para imitar as malas "El Caballo", o que é que eu hoje vi ao ombro de uma jovem??? Uma mala da marca ("marca" não será a palavra correcta, mas vá!) Cachorrinho???!!!

Malas Cachorrinho?! Cachorrinho?! Ao menos inventem um nome decente, caramba!

Por favor...! Se a imitação já é sofrível, a imitação da imitação é de esconder debaixo das pedras da calçada.

Jovem, até um saco de plástico do Continente à tira-colo dava-te mais personalidade, pá!!!

terça-feira, 1 de julho de 2008

Só para desanuviar

Sabemos que os tempos são de crise quando uma cliente entra numa boutique de bairro e, após dizer que "tem peças mesmo giras!", pergunta à dona da mesma:

- Quando é que começas os saldos?

Há dias assim


Hoje está um daqueles dias. Daqueles dias em que o sol brilha, mas cá dentro chove e faz vento. Daqueles dias em que está um calorzinho bom, mas cá dentro está tudo frio. Daqueles dias em que se abre o armário e se tira a roupa mais fresca, leve e colorida. Eu vesti uma camisa negra. Daqueles dias em que apetece comprar um gelado e comer no parque debaixo da sombra das árvores. A mim apetece-me esconder-me num quarto escuro.


A mim apetece-me fazer dos kleenex os meus melhores amigos e afogá-los em lágrimas.

segunda-feira, 23 de junho de 2008

Piropos

Sempre pensei que ao atingir os 30 deixaria de ouvir aqueles piropos na rua. Nunca são muito eloquentes. Talvez por isso, difíceis de esquecer. Os últimos dois que ouvi, de facto não devem muito à elegância.

Velho baboso para velho sarnoso:
Eh pá! Este combóio tem carruagens muit'a boas!!!

Indivíduo cinzento com todo o ar que se chega atrás na hora H:
Ui...! C'a gira...!

O mais delicioso de todos, aquele que me fez sorrir e pensar "Oh pá, que fofinho! Comia-te todo!":
O bom tempo és tu!

Obrigada, Danone, pelas tampas de iogurtes com mensagens radiantes como esta!

Efectivamente, comi-o todo... o iogurte!

sexta-feira, 20 de junho de 2008

Mas que raio...!

Desde quando é que o sapateiro ensina o alfaiate a alinhavar fatos???!!!

quarta-feira, 18 de junho de 2008

...

"A maternidade fez-te bem. Tás muito gira!"

Gostei, mas corei...

terça-feira, 17 de junho de 2008

E são 3


Faz hoje 3 anos que disse o "sim". Foi um dia que demorou tanto, mas tanto tempo, a organizar e passou num instante. Mas ele vive em mim até hoje... e há-de viver sempre. Aconteça o que acontecer, foi dos dias mais felizes da minha vida. Tenho tantas saudades dele. Que bom que era se pudesse voltar a viver aquele dia... apenas alguns minutos já fazia as minhas delícias. Difícil seria escolher o momento.

Lembro-me de tomar banho, do cheiro no meu gel de banho, que uso até hoje, e, que me transporta até 6ª feira, dia 17 de Junho de 2005; do brilhante da unha que megulhou na água e eu lá consegui resgatar, e na cabeleireira, voltou a fazer da minha unha sua moradia.

Lembro-me da azáfama lá em casa dos meus pais, da campainha que não paráva de tocar. Primeiro o fotógrafo, depois os primos, do Alentejo, do Algarve, as tias, os tios, os amigos da mãe. Das poses. Das bochechas que doiam de estar sempre a sorrir. Das mensagem de felicidades e beijinhos e tudo de bom que não paravam de chegar ao telemóvel, e às quais fiz questão de responder.

Lembro-me de até ter apetite, mas não pude almoçar. O fotógrafo exigia a minha presença.
Lembro-me de toda aquela gente, convidados e não convidados, na minha rua, à espera de me ver. Os carros estacionados eram tantos...! Mas ainda assim, eram menos que os beijinhos que distribuí naquela tarde.

Lembro-me da viagem a 60 à hora para atravessar a Ponte Vasco da Gama. Os meus convidados devem ter achado que aquele era o dia indicado para apreciar a paisagem que o Tejo oferece. No meu caso o carro da noiva era o primeiro da fila, e não o último como é suposto. A estratégia era acelarar para ver se aquela gente acelerava também.

Lembro-me de chegar atrasada. A culpa foi dos convidados.

Lembro-me do meu querido noivo no altar, lagriminha no olho à minha espera. Lembro-me de ir orgulhosamente de braço dado com o meu pai, das minhas amigas a olharem para mim, a sorrirem, a chorarem, de lhes mandar beijinhos com uma vontade enorme de ir abraçá-las. Dos meus colegas de trabalho. Tudo com aquela música a tocar.
Lembro-me da repreensão do padre, porque não parávamos de falar. Fez ecoar gargalhadas dentro daquela igreja.

Lembro-me de tantos momentos... e sinto saudades de outros tantos. Tantos que não dá para descrever nem metade. Memórias, sentimentos, acontecimentos, tomaram conta deste dia até às 7h da manhã do dia 18... e desde esse dia até hoje.

E porque este post já vai longo, só duas palavrinhas para terminar:
Sim, aceito.

MEDO...!

Ontem as princesas foram à pediatra. Estão óptimas. E fico muito feliz com a nota mais que positiva no desevolvimento psicomotor. Mas estou com medo, muito medo...! É que elas já podem comer grão e feijão!!!

Ora, se sem estas duas leguminosas o perfume do intestino já é pavoroso, nem imagino como será depois...!

segunda-feira, 16 de junho de 2008

I'm back!

Estou de volta, estou sim senhor. As férias já passaram... e foi cá a uma velocidade daquelas...!
Deu para muita coisa, mas não deu para tudo.
Arrumei algumas gavetas, impus ordem em alguns armários, percebi que não tenho roupa de verão (a do ano passado é de grávida, e este ano, pelos motivos óbvios!, não me serve), lá comprei o papel de parede (IUPIIIIIII!!!!!), o armário para o escritório e o móvel da sala, encaixotei roupa delas, mudei fraldas, fiz sopas e mais sopas, dei miminhos, beijinhos e carinhos, também recebi muitos mimos, fiz uma visita relâmpago à pediatra graças a umas borbulhas súbitas, deixei as filhas em casa da avó e, com o coração apertado, lá fui jantar a Sesimbra com os amigos.
Antes disto tudo, foi dia de casamento. Não é para me gabar, mas entre vestidos João Rolo e outros comprados seguramente em Milão ou Paris, eu estava linda! As minhas princesas estavam deliciosas com aqueles vestidinhos (ah! eu não disse que os sapatinhos não iam ficar nos pés delas muito tempo?! Dito e feito! Andaram sempre descalças!) e o meu príncipe estava lindo como só ele!

Só um aparte: quando tudo indicava que o dia do casamento ia ser largamente banhado pela água do S. Pedro, não é que o senhor santo mandou sol e mais sol?! Tenho para mim que foi subornado pelos pais da noiva...! É que nos dois dias de festa (sábado dia 7 e domingo 8) esteve um sol e um calor que não se podia!!! Mas soube bem.

E por falar em saber bem... as próximas férias são já em Julho! ;)

sexta-feira, 6 de junho de 2008

O fim de semana vem aí!!!

E parece que traz bom tempo! Obrigada São Pedro! Por favor mantém o solinho, porque sábado é dia de casamento e o vestido aqui da fresquinha é, ele próprio, fresquinho! Mas é lindo!!!
Bem, e aqueles sapatos que vou calçar fazem-me umas pernas...! Nem as reconheci quando vi ao espelho! Por momentos pensei que era a Gisele Bündchen da cintura para baixo! Foram caros, mas tendo em consideração o efeito pernas-de top-model-deslumbrantes-de-cair-para-o lado até nem foram escandalosamente caros. Mas não são novos. Estão como novos, mas não o são. Aliás, Sra. São Taborda, esteja onde estiver, seja quem for, obrigada por tê-los desenhado. Um grande bem haja!

E as minhas gatinhas vão estar tão lindas!!!! Aqueles vestidinhos mesmo de menina, os boleros azuis escuros a fazer "pandant" com os sapatinhos a atirar para o betinho, e o lacinho de velcro na cabeça, é a cereja no topo. Ninguém lhes vai resistir!!!! Noiva, tem cuidado, as minhas gatinha vão roubar-te as atenções! O que não é necessariamente bom, porque elas não são meninas de dar grandes confianças a desconhecidos. Põem aquele trombinha, e dali não sai nem um sorriso. (Filhas, por favor, não me inventem uma febre qualquer que vos tranque em casa, entendidas?!)

E o meu príncipe?! Vai estar encantador! Adoro o conjunto relógio, gravata e hastes dos óculos tudo em laranja. Por mim, ía só assim mesmo! ;)

E a seguir a isto uma semana de férias!

Até ao meu regresso!

quinta-feira, 5 de junho de 2008

O post óbvio

O desabafo necessário.

O combustível está mesmo caro, caramba! Hoje pus 50€ e no depósito entrou pouco mais que 35 litros!!!!! 50 euros, 10 mil escudos!!!! E o depósito ficou a 3/4!!!! Mas o que vem a ser esta roubalheira?!

Há alguém que está a ganhar (MUUUUUUIIIIIITOOOOO) dinheiro com isto. Eu só ganho espaço vazio na carteira.

A sério, a continuar assim, eu juro que qualquer dia não saio à rua! Não saio mesmo! Ou se cometer a ousadia de sair garanto que deixo o dinheiro de plástico em casa.

segunda-feira, 2 de junho de 2008

Mas tá tudo parvo ou quê???!!!!

Toda eu sou fúria!!! Então não é que me pediram 42,30€ por um par de sapatinhos???!!!

- Desculpe?! Isso deve estar mal marcado...! Deve ser 24€, não?! E mesmo assim...!

É por estas e por outras que julgo que sou um ser estranho. Devo ser a única que tem contas para pagar. Renda da casa, gás, electricidade, água, portagem, pão... isto tudo não deixa espaço para sandálias de prata. Dessas, só a outra senhora.

Absolutamente proibitivo! Como tenho que comprar a dobrar, seriam quase 85 € para Suas Altezas as Princesas terem os pézinhos calçados durante meia dúzia de dias, porque as crianças crescem e em menos de nada lá iriam os sapatos-quase-de-ouro parar as caixas da roupa "Já Não Serve!" Correcção. Qual meia dúzia de dias, qual quê!!! Se elas consentirem os sapatos calçados durante meia hora, já é muito. As minhas gatinhas gostam mesmo é de andar descalças.

Mas antes de olhar para a etiqueta a cena "Quê?!"

Eu: Queria uns sapatinhos assim e assado azuis escuros.
Empregada: Com certeza. Temos estes.
Eu: Peço desculpa, mas eu queria azul escuro, não beje.
Empregada: Com certeza. Temos este então.
Eu: ???!!!

Era azul bebé.

quinta-feira, 29 de maio de 2008

O derradeiro

Este "bebé" veio parar às minhas mãos há pouco tempo. E foi de braços aberto que o recebi. Logo no primeiro dia percebi que é um "bebé" que dá muito trabalho, mas ainda assim gosto dele.
Segundo ordens superiores, este "bebé" vai agora de férias para não mais voltar. E isso deixa-me triste. Porque dava-me gozo tratar dele, sempre me deu gozo ouvi-lo e dá-me muito gozo receber o feedback. Gosto de chegar às pessoas, de despertar-lhes sentimentos, e este "bebé" permitia-me isso.
Mas pronto. Para a frente é que é o caminho. E mais "bebés" virão. Espero.

Estúpido é...

... andar preocupada porque ainda não comprei um aparelho de ar condicionado para o quarto.
É, não é?!

terça-feira, 27 de maio de 2008

Hoje li...

"Casamento é um relacionamento a dois, no qual uma das pessoas está sempre certa e a outra é o marido."

Pensei e repensei... e não é que é verdade???!!! O que acontece, às vezes, é que a pessoa sempre certa deixa o marido pensar que é ele a pessoa certa. Assim encerram-se hostilidades, recolhem-se as garras, finda-se a esgrima de argumentos e abana-se a bandeira branca da paz. E a serenidade regressa.

Novamente, a pessoa sempre certa volta a estar certa ao deixar o marido pensar que desta é ele que está certo.

segunda-feira, 26 de maio de 2008

Cara amiga Angelina Jolie


Nunca fomos apresentadas, pelo menos eu não a conheço. Mas acredito que a Sra. Jolie sabe mais da minha vida que seria aceitável.

Primeiro caso-me com um homem lindo, pelo menos aos meus olhos. E o que é que a Sra. Jolie faz? Casa-se com o Brad Pitt. Tudo bem.

Entretanto eu engravido e são gémos. Dona Jolie vem para as revistas exibir a sua barrigona de... gémeos. Tudo bem.

Mais recentemente eu digo aqui que comprei um vestido BCBG. E qual é a reacção de Sra. Dona Jolie?! Vai a rebolar até à BCBG mais próxima e compra um vestido para exibir no Festival de Cannes!!! Parece-me um bocadinho demais, não?!


Oh Angelina, get a life, pá!!!

É triste

Uma pessoa anda com aquele peso todo 9 meses. A mobilidade fica reduzida à de um leão marinho: não anda, arrasta-se. Só consegue dormir sentada. Mais de 2 meses a sacrificar o Sr. Rabo nas horas que supostamente eram de descando. Tem as dores, faz força e tudo o resto. Dorme mal, aguenta fraldas sujas, sofre com febres e dentes e primeiros acidentes, e depois de uma ausência de 2 dias qual foi a reacção de Suas Altezas as Princesas? Indiferença.
Quando eu esperava bracinhos a agitarem-se no ar, gritinhos de alegria, risos e gargalhadas derretidas de saudades, recebi... indiferença... e um cocó.

Hoje, uma dúzia de horas depois, as avós vão lá a casa e como é que são recebidas????!!!! Com histeria. Não percebo.

terça-feira, 20 de maio de 2008

Destinatário: S. Pedro

Caro S. Pedro,

percebo que é impossível agradar a gregos e tróianos, uns pedem bom tempo, tempo de Primavera, outros batem palminhas porque até gostam deste chove e não molha, que o calor faz palpitações. Mas, S. Pedro, olha lá bem para o calendário. Estamos em Maio. M-A-I-O. Tempo de andorinhas, flores, manga curta, sol quentinho, óculos escuros, inicío da época das sandálias, pele que se prepara para o tom bronzeado do Verão... tás a ver a ideia?

Venho, então, por este meio pedir a Sua Santidade o favor de resgatar o tempo que é devido para esta altura do ano. É que aqui a fresquinha tem um casamento no dia 7 de Junho, e a julgar pela amostra, mais vale levar vestida a gabardine. E nós não íamos querer isso!!!! Porque a gabardine é clara e eu com aquilo vestido pareço uma tablete de chocolate branco.

Mais! Para a ocasião a fresquinha comprou um vestido fresquinho ele próprio. Cai-cai. Por cima do joelho. Tecido leve e esvoaçante. Comprado na BCBG! E não é todos os dias que uma mulher tem como segunda pele um vestido BCBG!!!

Por isso, trata lá mandar o Sol pegar ao trabalho, que o turno dele já começou há muito.

Grata pela atenção dispensada ao assunto,

Ass: fresquinha, dona e proprietária de um vestido LINDO DE MORRER!!!!

segunda-feira, 19 de maio de 2008

Tee de saída

Este fim de semana, participei nisto. É certo que foi em trabalho, mas às vezes o meu trabalho confunde-se com lazer. E não é que gostei?!
Nunca tive curiosidade de experimentar e olho com algum desdém/repulsa aqueles que o praticam. Não é preconceito. Basicamente fico de cabelos em pé com aquela vaidade toda...! Porque são poucos que o praticam, porque é preciso algum (muito!) poder financeiro para sustentar o vício (vamos chamar-lhe assim, embora em muitos casos seja mais "show off" que outra coisa), porque é fino dizer que se joga "gólf". Blharc!!! Esta vaidade que tresanda a novo riquismo irrita-me....!!!!

Mas gostei. Muito por culpa das pessoas com que falei, que foram 5 estrelas. E até ganhei algum respeito por aqueles que jogam "gôlf". Aquilo é mesmo difícil...! E díficil, não é acertar com a bola no buraco. É mesmo acertar na bola!

quarta-feira, 14 de maio de 2008

Globos de Ouro

Entrevista em jeito de cusquice nos Globos de Ouro:

Reporter: Ah e tal... quem é o criador do seu vestido?
Telma (modelo): Mango.

Toma lá! Vai buscar! É impressão minha ou a repórter até engoliu em seco?

Mais.
Alguém viu o chapelinho ridículo que a Paula Bobone exibia no alto do cucuruto? Em quatro palavras: de chorar a rir!!!

Já agora, oh Isaac Alfiate, mas que manta era aquela que tinhas pendurada nos ombros, pá?!