quinta-feira, 14 de maio de 2009

E o dia começa bem

O cenário do encontro foi um enorme corredor. Eu a entar, num extremo do dito, ele do outro extremo, preparava-se para sair. Vimo-nos e lá veio aquele sorriso, como quem diz "é tão bom ver-te". Invevitavelmente. E fomos avançando, sempre olhos nos olhos. Quando nos cruzámos ele sopra-me naquela voz de deus grego um delicioso "bom dia, gira!" acompanhado de um piscar de olho. Eu respondo "olá!" na minha voz que se esconde no canto do chinelo perante a dele. E seguimos os nossos caminhos na certeza de que nos vamos voltar a cruzar.

Os condimentos para um romance digno de filme estão cá todos. Só falham duas coisas:
- eu ser casadíssima, e muito bem casada, por sinal;
- ele ser alegadamente gay. (Digo alegadamente porque recuso-me a acreditar nesta tese.)

2 comentários:

Lila disse...

Tu és má...
Agora fico aqui a remoer quem será!!!!
Beijos,

Blog do Óbvio disse...

De fato este tipo de encontro diário é bem gostoso. Quando falha até nos causa preocupação. Por que será que ela não veio hoje?
Bonitinho. Gostei da estórinha.
Beijocas. Manoel Eduardo - Brasil.